Triunfo suado

Posted on domingo, março 11, 2012 by nçaz.

Vitória suada e arrancada a ferros. O Paços de Ferreira não mereceu perder e em alguns momentos do encontro valeu-nos as defesas preciosas de Artur. Ainda na primeira parte, quando o Benfica se aventurava no ataque e deixava os pacenses saírem para o contra ataque, pensava para os meus botões, que se os pupilos de Henrique Calisto fossem mais desinibidos e inteligentes a aproveitar as oportunidades que tinham, quando avançavam com a bola para o ataque apanhando a equipa do Benfica em contra pé, poderiam causar mossa. E causaram. Os pacenses chegaram ao golo por intermédio de Michel, algo fácil e que acabou por ser previsível. Aliás, o Benfica esta noite habilitou-se a sair da Mata Real sem qualquer ponto na bagagem e, não tenho muitas dúvidas, que se o nosso adversário fosse uma equipa de nível mais elevado que a formação da capital do móvel chegaríamos à Luz com quatro (!) pontos de distância sob o FCPorto.

Ao intervalo Jesus tirou Nolito e Saviola e fez entrar Nelson Oliveira e Gaitán. Mesmo assim, foi a turma de Calisto que entrou melhor na etapa complementar. O Paços de Ferreira poderia ter feito até o segundo tento, mas a sorte esteve do nosso lado. Será a dita estrelinha de campeão? A verdade é que chegámos à vantagem sem saber ler nem escrever. Primeiro foi Gaitán a marcar após assistência de Oliveira, pouco depois Bruno César selou o resultado final num livre muito bem batido. Era, e foi, bastante importante acabar a partida com os três pontos assegurados se ainda queremos almejar o título de campeão nacional. Com o empate de ontem do primeiro classificado, o sonho de voltar a levantar o troféu da Liga Zon Sagres ganhou nova chama.


Alguns pontos de vista:

- Recuso-me a acreditar que Emerson seja superior a Capdevila. Joan Capdevila pode até nem ser dos melhores defesas-esquerdos do mundo, porém, Emerson está a anos luz do internacional espanhol. Cap não é titular somente por teimosia de Jorge Jesus.

- Lorenzo Melgarejo. Talvez o melhor em campo esta noite na Mata Real. Certamente que a exibição do paraguaio não deve ter passado despercebida a JJ. Ficou patente que numa equipa que joga fundamentalmente em contra ataque é um jogador precioso devido à sua velocidade. Veremos se, caso ingresse no plantel benfiquista na próxima temporada, Lorenzo será uma mais valia para o plantel do Sport Lisboa e Benfica.

- Artur Moraes voltou a "valer pontos". Depois de um jogo não tão maravilhoso no clássico do dia dois deste mês, e no dia cinco diante do Zenit, eis que respondeu da melhor maneira às críticas. Foi evitando males maiores até à igualdade reposta por Nico Gaitán. Depois do pseudo-guarda-redes que tínhamos na baliza na temporada transacta, a contratação de Artur a custo zero (!!) só pode ter sido uma dádiva de Deus.

2 Response to "Triunfo suado"

.
John Wakefield Says....

Foi 1 jogo medíocre em que o resultado foi fantástico para aquilo que produzimos (muito pouco!). Então os primeiros 15 minutos da segunda parte são dignos duma equipa amadora... Não ganhávamos uma bola (até nos cantos!) e por milagre de São Artur, não perdemos pontos neste terreno que se adivinha difícil para o Porto que ainda tem de ir lá. Mas o Benfica tem que pensar em si porque existe muito ainda a trabalhar, mas mesmo muito...

.
Krak Says....

Não consigo concordar com o 1º ponto de vista...
A cada minuto mais que o Capdevilla faz mais convencido que fico que quem tem jogado apesar das limitações é quem dá mais garantias para o lugar... O espanhol vive à sombra do estatuto.

De resto muito bom companheiro, concordo com tudo!

Leave A Reply