Invencíveis

Posted on domingo, janeiro 15, 2012 by nçaz.


Terminámos a primeira volta do campeonato com mais uma chapa 4, sendo desta vez o Vitória FC a vítima. Entrámos em campo com duas mexidas em relação ao “onze” que defrontou a União de Leiria, com Jardel no lugar de Garay e Matic na posição de Javi García.

Jogámos novamente em 4x4x2, com Witsel no centro do meio-campo com uma função idêntica a que Aimar desempenhava na temporada transacta, indo buscar jogo atrás e tentar apoiar o médio-defensivo quando necessário, de modo a que o sector defensivo não ficasse descompensado.

Onze inicial diante do Vitória FC

Os sadinos foram os primeiros a marcar. Bafejados pela sorte no remate de Neca, os comandados de Bruno Ribeiro aproveitaram, contudo, a desatenção da defensiva benfiquista. Após a vantagem, o Vitória de Setúbal limitou-se a defender com onze homens atrás da linha do meio-campo, porém, não resultou. O Benfica criava jogadas de perigo, principalmente ao primeiro toque com Witsel a ter um papel preponderante. O tento do empate saiu após um brilhante passe do belga para os pés de Nolito. Cardozo operou a reviravolta com 2 tentos na primeira metade. Já na segunda parte estabelecemos o resultado final com um golo de Matic. O segundo tempo foi praticamente de sentido único, onde a formação sadina apenas assustou nos últimos 10/15 minutos do encontro.

Em relação aos jogadores que alinharam de início e começando pela defesa, Maxi foi a mesma locomotiva de sempre. Uma garra imensa no que toca a subir pelo flanco e defensivamente não descorou. Emerson parece ter voltado ao nível medíocre que exibiu outrora de águia ao peito. Foi um passador para Jorge Gonçalves e não pode estar isento de culpas pelo golo sofrido por parte da formação liderada por Jorge Jesus. Jardel mostrou-se seguro e ficou patente que Matic ainda tem algumas dificuldades quando actua na posição de Javi. O sérvio parecia muitas vezes perdido em campo e o seu golo acaba somente por aligeirar a exibição menos positiva que rubricou. Nolito jogou q.b., Bruno César realizou mais uma boa exibição e Witsel esteve em grande nível, espalhando classe pelo relvado da Catedral; eram dos seus pés que saíam as melhores jogadas de perigo, muitas vezes ao primeiro toque, desequilibrando por completo a defensiva vitoriana. Rodrigo Moreno e Óscar Cardozo tiveram novamente uma noite inspirada. O ponta-de-lança paraguaio fez o gosto ao pé por duas vezes, pecando apenas pela expulsão nos últimos minutos da partida. Mesmo assim, foi aplaudido pelos mais de 55mil espectadores presentes na Luz. Uma homenagem merecida a um jogador por muitos desvalorizado. Rodrigo também esteve em grande. Não marcou mas foi dos mais inconformados. Incutia sempre grande velocidade ao nosso jogo e parecia muitas vezes que os adversários tinham chumbo nas botas.

Em suma, uma grande noite e um desfecho glorioso na primeira volta do campeonato. Somos líderes invictos e assim se espera que se permaneça até ao fim da Liga. A confiança e a tranquilidade reinam na Luz e mesmo quando a equipa do Sado se colocou em vantagem ninguém imaginava perder este encontro, fossem os adeptos, os jogadores ou o treinador. A onda vermelha já se faz sentir e ontem isso ficou comprovado. Agora, somos nós que temos de empurrar a equipa para frente se queremos completar a temporada com grandes feitos.

Até lá… Carrega Benfica!

4 Response to "Invencíveis"

.
Socio slb nº 218219 Says....

apenas 1 correcção. marcamos 3 golos na 1ªparte e apenas um na 2ª.abraço

.
Anónimo Says....

só um aparte, o benfica fez o 3 a 1 ainda na primeira parte e na segunda so marcou um :p mas é irrelevante o q interessa é a vitoria e carrega benfica ate maio XD

.
Krak Says....

Estou em grande desacordo com as "apreciações" individuais presentes no texto.

No meu ponto de vista Jardel não se manifestou nada mas mesmo nada seguro, sendo inclusivamente várias vezes Emerson a ter que limpar a sua zona e a zona de Jardel. O defesa esquerdo acabou o jogo com o fantástico numero de 35!! recuperações de bola.

No lance do golo do Setubal as culpas repartem-se por vários jogadores, os 3 da defensiva (menos Maxi) e ainda Witsel que deveria estar na zona onde Neca rematou pois Matic foi ajudar na dobra na esquerda.

Trocaria também as apreciações de Nolito e BC.


Um abraço companheiro!

.
Trimble Says....

@Socio slb nº 218219 e Anónimo, obrigado aos dois pela correcção. abraço!

@Krak

em relação ao Emerson acho que não fez nada de especial contra o Vitória. Foi algumas vezes ultrapassado pelo Gonçalves.

O Jardel apesar não ter feito uma exibição de encher o olho não me pareceu estar assim tão mal. Só na segunda parte teve um ou outro erro.

Em relação ao Nolito, quando digo que jogou q.b. acho que jogou o suficiente para ganharmos. Se calhar até esteja a ser um pouco durinho com ele, mas já o vimos ter jogos mais irreverentes que o de Sábado. O BC jogou bem, não fez um jogo tão bom como o da Marinha Grande, mas teve uma exibição positiva..

um abraço companheiro :)

Leave A Reply