Jardel, o injustiçado?

Posted on terça-feira, agosto 09, 2011 by nçaz.

Jardel chegou o ano passado ao SL Benfica, durante o mercado de Inverno, proveniente do Olhanense. Na altura, poucos acreditavam que o central sul-americano chegasse ao plantel encarnado e poucos jogos depois fosse titular. Sidnei foi então relegado para o banco de suplentes, muito por culpa própria, visto que no final da temporada veio a saber-se que juntamente com Kardec, Airton, Menezes e Weldon formavam o gang do chope, saindo várias vezes à noite para beber “uns copos”.

Em Alvalade, onde o Benfica acabaria por vencer o Sporting por 2-0, Sidnei tinha sido expulso já perto do intervalo e Jorge Jesus fez entrar Jardel, tirando de campo Javier Saviola. O central brasileiro que tinha assinado por 5 épocas e meia, acabou por fazer uma boa exibição. A meio do segundo tempo partiu a cabeça mas, continuou em campo. JJ no final da partida chegou a elogiar o defesa, dizendo que teve garra de leão para terminar o encontro.

Depois do triunfo na casa do nosso eterno rival, Jardel foi titular em alguns jogos, nomeadamente no campeonato – na altura Jesus já dava como perdido o campeonato nacional – porém, no jogo frente ao PSV para a Liga Europa, a entrada do brasileiro no onze inicial surpreendeu tudo e todos, quando se pensava que seria Sidnei a formar dupla com Luisão; Jardel realizou uma exibição sólida contra os holandeses, tendo ganho a titularidade ao lado do capitão Luisão.

Contudo, e apesar das suas exibições terem sido no geral positivas, às vezes demonstrava-se algo nervoso e, consequentemente, errava. Nesta pré-época, na partida frente ao Servette que acabou com o resultado empatado a uma bola, o central de 25 anos errou bastante vezes tendo sido ele o culpado pelo golo da formação helvética e, como é hábito, em algum bom número de benfiquistas, o defesa-central ex-Olhanense e Estoril foi crucificado. Muitos pediram – e ainda pedem – que o atleta benfiquista seja emprestado/vendido, não tendo qualidade para vestir a camisola do Sport Lisboa e Benfica.

Em relação ao futebolista brasileiro e pelo que vi a temporada passada, tem qualidade suficiente para continuar de águia ao peito. É perfeitamente normal que um jogador, proveniente de uma equipa que luta para não descer, sinta um grande choque quando ingressa num clube que luta em todas as competições em que está presente e que vive de títulos. Pelo menos para já, nesta época, a dupla no centro da defesa será habitualmente formada por Garay e Luisão, tendo Jardel que viver e crescer à sombra dos internacionais argentino e canarinho. Na próxima sexta-feira, devido ao castigo de Luisão, Jardel entrará em princípio no ‘’onze’’ contra o Gil Vicente. O zagueiro de 25 anos de idade quererá dar em Barcelos a melhor resposta aos críticos e calar algumas bocas, estando tudo nas suas mãos.

1 Response to "Jardel, o injustiçado?"

Leave A Reply